Eixo Cardan

O Eixo Cardã

O eixo cardã é composto de dois eixos tubulares: um primário, centrado à fonte motriz, e outro secundário, centrado ao eixo de tração.

Nas extremidades desse tubo existem conexões chamadas de juntas universais onde se encontram as cruzetas. São as cruzetas que dão aos eixos a capacidade de transmitir força do motor para o eixo em diferentes ângulos. Sua fixação se dá por anéis-trava ou abraçadeiras, dependendo do seu tipo de aplicação. As cruzetas se unem ao cardan por meio de garfos, flanges ou terminais yoke. O conjunto formado por estes componentes mais a cruzeta é denominado junta universal.

Principais Componentes

Um eixo cadã completo pode conter até 07 componentes, sendo os mais utilizados: Cruzetas, Luvas, Ponteiras dianteiras e traseiras, Rolamentos, Mancais e Suportes, Flanges de cruzetas, Flanges de acoplamento e Terminais yoke.

Aplicações

São utilizados em equipamentos cuja necessidade de transmissão de força se dá entre dois pontos, o Gerador de força e o Receptor. Muitas vezes, alguns equipamentos apresentam desalinhamento entre a origem do gerador de força e o destino-receptor, sendo necessário que o eixo cardã trabalhe com alguns graus de desalinhamento entre eles, sem que haja perda de torque e velocidade. Para que esse desalinhamento não comprometa o desempenho do eixo cardã, as cruzetas exercem papel fundamental neste trabalho, pois são elas que dão o ângulo necessário para que o eixo cardã tenha seu pleno desempenho.

Dentre os segmentos que utilizam eixos cardã, podemos destacar:

Automotivo, Industrial, Agrícola e Naval:

Carros e Motocicletas: Utilizados nos veículos com motor dianteiro e tração traseira ou 4X4 como meio de transmissão do motor para as rodas. Já em motocicletas como substituto da corrente de transmissão, torna o conjunto mais silencioso, além de ser quase isento de manutenção.

Caminhões e Ônibus: Utilizado na transmissão ao eixo traseiro, podendo ter tanto motor dianteiro como traseiro, no caso de motor traseiro utiliza-se normalmente somente um cardã, ao contrário dos motores dianteiros, que normalmente possuem vários cardãs.

Industrial: É largamente aplicado em equipamentos e maquinários para compensação do desalinhamento entre motores e equipamentos. Podem trabalhar em baixos ângulos e em alta velocidade ou vice-versa.

Agrícola: Sua utilização estende-se para equipamentos como também para tratores de pequeno, médio e grande porte.

Naval: Aplicado em motores de navegação como também em equipamentos extratores de areia, pedra e outros derivados.